terça-feira, 17 de maio de 2011

MANUAL (BÁSICO) PARA O SANEAMENTO DE UM PADRE


O Homem das Tabernas sabe, que há algum tempo, um padre deste concelho foi “saneado”, em nome de interesses já estabelecidos. É útil que os “promotores da coisa” saibam que o processo não passou despercebido, alimentando, seguramente, uma futura sombra escrutinadora das suas atitudes.
O padre em causa era muito querido pelas comunidades que pastoreava, situação consubstanciada nas suas qualidades pessoais, relacionais e, obviamente sacerdotais e na bonomia com que regia as suas paróquias. Fazia-o, ao que apurámos, com simplicidade e proximidade para com os seus paroquianos, longe da sobranceria costumeira destes senhores e senhoras importantes.
Normalmente, estas pessoas (padres e/ou outros) que, quer se queira quer não, têm um poder intrínseco, começam a ser olhadas “preventivamente” por outras “forças/pessoas com poder” e que não gostam de ver os seus calcanhares mordidos, sobretudo em meios pequenos onde uma certa mesquinhez reina, seja por preconceitos culturais, seja por vaidades pacóvias ou outras causas que qualquer sociólogo pode explicar.
Ora, numa das suas paróquias, e no âmbito das suas funções de pároco, foi acompanhando os mecanismos de funcionamento de uma instituição local, de relevante importância social.
Ao fazê-lo, apercebeu-se que algo não estaria a correr como era suposto, pelo que decidiu intervir, como aliás era da sua competência, aconselhando uma mudança na Direcção da instituição por entender que havia grande confusão de interesses, como controlo de empregos, controlo político, entre outras "virtudes"... Uma mistura que, não sendo nova ou original, é sempre pouco recomendável.
Sucede que os dirigentes dessa instituição não terão gostado das “descobertas” do padre, pelo que decidiram intervir, consta com habilidade paladina, “atacando” e fazendo a folha ao dito sacerdote, através de queixa ao Bispo e através do lançamento de boatos, todos sobre o seu “suposto” envolvimento com mulheres (traidor a Deus) e até com crianças (Pedófilo), qualquer destas, verdadeiras “bombas atómicas” ante uma sociedade ávida de “sangue e escândalos” e nas sobras de outros escândalos recentes na igreja católica.
Foi feito, portanto, o “necessário” emprenhamento popular que, ainda assim, não foi total, dado ter-se mantido uma muito forte onda de apoio ao padre, dada a evidência seca e malévola do anátema lançado. Aliás, por muito que custe aos mentores do saneamento e à paz da sua consciência, o padre em causa será sempre recordado, certamente, com muito admiração e respeito, ao contrário do que poderá acontecer com estas “importantes mediocridades”.
Contudo, o mal estava feito e as chefias da igreja revelaram-se hipersensíveis aos enquistamentos habilmente forjados que, na prática, “arrasaram” o padre e tudo se conjugou, afinal, na desejada saída do sacerdote, vergado a um peso e a uma vergonha encomendados.
A referida instituição continuou, pois, com a mesma gestão, sendo que algum dia se haverá de destapar a panela da realidade e perceber-se claramente a geometria esquematizada do poder, em que um partido ou alguém que o “representa”, permanece cirúrgico, no controle da situação, em nome das personalidades dirigentes e da sua “importância para o bem comum”.
Todo o resto, sabe-se que um resto muito resto está, para já e como convém, quieto e mudo.
O mundo avança ao mesmo tempo que o padre em causa tenta reerguer a sua imagem e honra, habilmente arrasadas pelos superiores interesses de gente cujo poder deslumbra ao tutano dos seus egos, desconhecendo, porém e até, a certeza da morte das estrelas!

30 comentários:

Anónimo disse...

Olhe meu caro, esse padre que refere foi das pessoas mais desonestas que conheci na vida. E tive oportunidade de lho dizer na cara. Não fale do que não sabe. E ao contrário do que diz, ele alinhou foi em outros interesses que se queriam instalar.

Gilberto disse...

Sou católico embora como todos sabem, bem pouco praticante.
Considero de todo lamentável e muito condenável a situação que levou a retirada do Padre.
Na altura apoiei pessoalmente e também institucionalmente o Sr. Padre, chegando até a ir a uma missa de apoio.
Segundo percebi foi ele que decidiu ir embora e não quis voltar atrás dessa decisão, por muito que sentisse o apoio de todos, e que foi muito.
Optou pela solução mais pacifica, embora seja pouco justo que uns poucos acabem por ter mais pesos do que os outros todos.
Quem o tramou será sempre recordado pelos piores motivos mas ganhou mais uma vez.

Anónimo disse...

Mais uma vez o ohomemdastabernas toca na ferida com uma precisão cirúrgica. Hoje consigo perceber uma conversa, que presenciei, num dos fóruns do nosso concelho (afecto aos poderes instalados, claro está…), onde se dizia abertamente que a situação do Sr. Padre estava a ser tratada!!!! Se bem o falaram, melhor o fizeram…

Anónimo disse...

O caro amigo A. Luís vai fazer correr muito sangue com este post. Prepare-se para a reacção dos visados, pois numa altura destas eles andam mobilizados para a luta que tardou em aquecer...Que a força esteja com o meu amigo, que certamente aparecerá mais gente para fazer ecoar as verdades por este Concelho/País...

Anónimo disse...

Não dou um mês para o senhor A. Luís ser devidamente posto no seu lugar e aprender a não mexer onde não sabe nem deve.

helena disse...

Sou católico praticante conhecia o padre em questão e tal como o Gilberto sei que ele optou por não criar mais conflitos. Porém na minha opinião acho que ele foi fraco e não enfrentou essas sanguesugas que sugam o sangue dos pobres. Pena ele não ter força para os tirar do poleiro, com a atitude dele deixou uma freguesia a sofrer as consequencias e uns poucos a gosarem a sua derrota. Espero que ele estja bem, e que deixem de culpar todo o povo da freguesia pois a maioria não tem culpa do que certos "senhores" fazem.

Anónimo disse...

Comessaram as ameaças.
Cuidado Taberneiros eles são perigozos.

Anónimo disse...

Já há cabeça a prémio aqui na taberna. Quanto vale a cabeça do taberneiro de serviço?

Anónimo disse...

Eu não queria estar na pele do taberneiro que escreveu isto.
Está a mexer com gente perigosa e sem escrúpulos.
Desejo-lhe coragem!

Anónimo disse...

Esse padre era um "falso". Fazia-se de bonzinho e por trás queria era tomar conta de tudo.
Fizeram bem em po-lo a andar. como o povo gosta de padres, teve pena dele.
Não sei quem lhe fez isso, mas prestou um favor.
E o senhor A. Luís não sabe do que fala. mais valia estar quieto lá na Madeira a aturar o Alberto João que deve adora-lo.

Anónimo disse...

Suprema das ironias. Num dia em que o Penacova Actual se auto-vangloria por fazer batota no número de visitantes (complexo de inferioridade em relação a vocês taberneiros?, é a Taberna que suscita atenção e discussão em Penacova.

Um abraço.

Jhonny disse...

Acho impressionante certas pessoas colocarem post´s em anonimato... sejam corajosos e dêem a cara e digam quem são!!!!Excelente post do taberneiro e grande amigo A. Luis

Jhonny disse...

Estes anónimos do contra que por aqui aparecem que mostrem a cara....
Excelente post! precisão cirúrgica! lol
Abraço amigo Taberneiro A. Luis

ToneDaTasca disse...

e, e, e oooohhhh Sr. António e, e, e bote praqui um tinto e uma alheira assada faz favor...gluuupgluuup, gluuupgluuup, aaaaaahhhhh...andei ali com o filho do Victor Gordo, do Roxo, a curar umas videiras e, e, e..eghhh uuup e inté falamos das desavenças que por ai se criam pelos interesses, ele hoje in dia anda tudo atrás do dinheiro e do poder e, e, e odespois é só malhar ferro a torto e a direito...gluuupgluuup, gluuupgluuup, aaaaahhhh...olhe Sr. António, isto faz falta é voltar ao antigamente (hoje ia o Manel pramim, amanhã ia eu pró Manel...), pois nesses tempos toda a gente vivia, trabalhava e dava-se bem! Olhe, aqui o Tone (e a minha Ofélia...) todos os Domingos vamos à missa a Sazes e, e, e...eghhh uuup e nota-se uma diferença práaltura do Sr. Padre, nota-se sim senhor!!! Sabe que a Igreja actua muuutas vezes onde o estado falha e, e, e...eghhh uuup e odespois o poder político teme a influência e o trabalho da Igreja e volta-se contra ela...oooooohhhhh menina Natasha bote praqui mais um tinto faz favor...gluuupgluuup, gluuupgluuup, aaaahhhhh...ai a menina que tá sempre a empurrar comida pra cima do Tone...já disse que não, deixe-se lá de coisas! Bem sei, bem sei que as meninas só querem o meu bem e, e, e num me querem ver por ai assim aos caídos na rua...olhe, amanhã venho cá cear se o Braga, do meu coração desde pequenino..., ganhar a esses andrades! A minha Ofélia que me perdoe, mas um dia num são dias e, e, e...eghhh uuup e no Céu entro..., mas num me libro de umas boas chamuscadelas...gluuupgluuup, gluuupgluuup, aaaaahhhhh...

Anónimo disse...

Batota fizeram foi com o Padre.
Gente tão mesquinha!
Que tem o Penacova Actual a ver com isto?
Um blog de puro divertimento que diz algumas verdades, não se pode confundir com um blog de assuntos diversos e sérios.

António Luís disse...

Obrigado a TODOS pelos comentários, incluindo os que não gostaram e que, a sério ou a brincar, me "ameaçaram"!
Bem sei que foi um texto que se expôs a todo o tipo de reacção, mas uma coisa é certa, não podemos ficar parados e calados perante alguns "espertos" que julgam ser os donos das instituições e que passeiam e passam por/sobre elas com os seus mandos e, quando lhes é conveniente, as usam em seu benefício ou de grupos a que pertencem.
O padre em causa, digam os disparates que disserem ou mandarem dizer - e eu, como agnóstico, estou à vontade para o dizer - era e é uma excelente pessoa. Apenas quis colocar transparência onde havia opacidade, a bem da comunidade que servia.
Mas o "poder" instalado, cobarde, tratou de lhe "fazer a cama". Como digo no texto, tarde ou cedo, o tempo se encarregará de colocar as coisas no seu lugar.
Vai ser muito mais fácil recordar o padre em causa do que esta gente medíocre e de baixo nível, por muito caros que sejam os fatos que vestem ou sejam lubrificadas as suas línguas de pau!

Anónimo disse...

A fórmula do senhor António Luís é simples: frase bonitas, palavras caras para impressionar e no final, não passa de um inútil que nunca fez nada por Penacova. De tagarelas estamos fartos.
Quanto mais lhe ligam, mais importante ele pensa que é.
Venha para cá e faça alguma coisa pela sua terra, vai ver como é difícil!

Anónimo disse...

... E os visados, postos em causa, não aparecem a defender a sua honra? É que qualquer questão pode ser apreciada por, pelo menos, dois ângulos de visão...
Quanto aos paroquianos, pelos vistos, comem e calam o que alguns "iluminados" lhes oferecem...
Abraços,
Frei João

Anónimo disse...

A imagem deste post parece o Tio Sam a dizer: "I want you for US Army".

Homem das Tabernas disse...

Há comentários que, pela sua qualidade e por visarem de forma mal educada pessoas que não são, sequer, mencionadas no texto, não serão publicados, ainda para mais a coberto de anonimato.
O Homem das Tabernas não alinha em ofensas gratuitas.
Quem conviver mal com isso, tem outros espaços onde destilar a sua má educação.

Anónimo disse...

É verdade que a Instituição em causa funciona como verdadeira agência de emprego para alguns previlegiados familiares dos elementos da sua direcção?
Gostaria de acreditar que isso não acontece, mas eu sou

Incrédulo.

Anónimo disse...

Não queria, deixaram passar em vão este Post do taberneiro!
Peca por tardia, e ate para nosso bem, ja nos lembravamos desse episodio...!
Mas é de lamentar! tudo o que passou!
A sua passagem pelas 3 paroquias, deixou marcas positivas! incinuam neste blog, partes negativas!? ninguem é perfeito!...os padres, os pais, os patroes, etc, etc.
Estive a frente de um organismo da Igreja Paroquial, na qual ele era o Presidente, pois uma coisa vos posso garantir, a Honestidade,a Verdade, o trabalho e sua simplicidade eram as suas virtudes! e foi pela sua simplicidade...que o "crucificaram"!...è triste apoveitarem-se da sua simplicidade, para proveito proprio...


Slivio Costa - Midões/Sazes

Anónimo disse...

A verdade é que há a versão mentirosa de uns politicos de pacotilha do concelho e há obra feita por parte de pessoas de uma direcção que congrega vários quadrantes políticos. Se é que querem levar a questão para esses termos.
Neste caso pode-se dizer que o padre foi usado por quem queria o poder e nunca soube distanciar-se desses mesmo politicos de pacotilha que nunca nada fizeram para que o Centro Social fosse uma realiade. Esta é que é a verdade pura e dura.

Anónimo disse...

Diz o Incredulo: "É verdade que a Instituição em causa funciona como verdadeira agência de emprego para alguns previlegiados familiares dos elementos da sua direcção?"

Não só, mas também!!! Para onde é que julga que irão as pessoas que trabalharam no Hospital Psiquiátrico?

Á cerca da direcção: Um era antigo funcionário do Hospital, outro "vende p'ra lá os seguros, outro é familiar do construtor...ainda julga que não há interesse instalados???

Pelo que tive conhecimento, a actual direção chantagiou o antigo pároco,uma vez que querem construir um lar, onde é atualmente o centro de dia, e por isso não deixariam o dinheiro que possuem, a uma nova direção...

Efim, puro protagonismo...

Com conta, peso e medida... disse...

O problema do padre em causa foi ser bom e ingénuo demais! Pouco a pouco deixou-se enredar numa teia bem montada por meia dúzia de ignóbeis que apenas procuraram ganhar dividendos pessoais e políticos e também, mais uma vez, empregar só os amigos e familiares, de modo a ter o controlo sobre tudo.
Quando "acordou" e quis por alguma ordem na casa, propondo a prevista renovação bianual dos corpos directivos, o padre em causa foi infamemente ameaçado, chantageado e enxovalhado com um chorrilho de barbaridades que esta corja tratou, directa ou indirectamente, de espalhar por entre os paroquianos, lançando pelo menos a dúvida acerca da sua seriedade. Junte-se a isto uma certa falta de coragem por parte de outros elementos da dita direcção para se chatearem a sério e darem um murro na mesa na defesa do padre que, perante tanta injustiça e alguma falta de solidariedade, só lhe restou afastar-se.
As pessoas passam e as instituições perduram e, se não for de outra forma, a justiça Divina se encarregará de julgar e devolver sob a forma de bonanças ou tempestades “o seu a seu dono”.

Anónimo disse...

Se cada linha de mentira do Com Conta Peso e Medida pagasse imposto, não seria precisa a ajuda do FMI.
Mas lá está. Continua tudo á espera que digas os nomes dos directores e respectivos familiares que lá trabalham.

Anónimo disse...

Deixo só aqui uma pergunta para que reflictam: Vocês são sócios de uma instituição, ou clube, ou associação. O que queiram.Nesses anos a direcção mantém-se mudando apenas o presidente da assembleia geral(neste caso o padre. Sim, porque passaram lá outros). Em meia duzia de anos, criam-se infraestruturas de grande qualidade e as contas são sempre positivas. Entretanto, como que por milagre, aparecem outros a dizer que essa instituição é um covil de interesses, cheio de lobbys, etc, etc mas que até á data nunca fizeram nada por essa instituição. Se houvesse eleições o que preferiam? manter os mesmos ou ir na cantiga do bandido e por lá outros? é tão simples quanto isto.

Quanto ao Conta peso e Medida que diz:O problema do padre em causa foi ser bom e ingénuo demais! Pouco a pouco deixou-se enredar numa teia bem montada por meia dúzia de ignóbeis que apenas procuraram ganhar dividendos pessoais e políticos e também, mais uma vez, empregar só os amigos e familiares, de modo a ter o controlo sobre tudo.


tem toda a razão. Era precisamente isto que os queriam ser a nova direcção pretendiam. Sem tirar nem por. Desta vez acertou no alvo. Falhou foi na munição.

PS:sabe como era chamado o Hospital de Lorvão até há uns anos atrás? Hospital Psiquiátrico do Laranjal. Porque será?

MadDog disse...

Não faço ideia de quem se trata, nem o que sua alternadissima entidade cristã andou a fazer... uma coisa sei: A LIBERDADE DE EXPRESSÃO EXISTE apesar que muitas das "entidades" que aqui expressaram a sua fúria com comentáris menos agradáveis, haviam de sofrer na pele a inquisição por não respeitarem a opinião dos outros... No entanto este blog prima pela liberdade de expressão e disso dá exemplos... deixem-se de (falando português) MERDAS e aceitem quem tem opinião diferente... A igreja continua com o seu poderio reles e intocável a cometer os mais míseros atropelos às suas próprias leis... e o "Zé Tapado" continua a ir à missa... tristes as mentalidades que não acompanham os tempos e abrem os olhos...


EM TEMPO: TRISTES AQUELES QUE NÃO TEM CARA PARA DAR QUANDO AMEAÇAM ATRAVÉS DO ANONIMATO...

Anónimo disse...

ora muito bem...e ficámos todos a saber que o não anónimo MadDog é:
MadDog
Sexo: Masculino
Local: Portugal
Acerca de mim
Sempre na maior até que ...

Interesses
Desportos motorizados TUNNING...
Filmes Favoritos
Qualquer 1 que não me faça adormecer...(são poucos...)
Música Favorita
Qualquer uma desde que não seja ruído!
Livros Favoritos
F.H.M. (Ele há melhor???)


e pronto. Ficaram todos a saber. LOL

Anónimo disse...

Pena que esse padre seja uma pessoa simples e honesta,e que os chantagistas tenham ficado a ganhar por ele decidir ir embora.Agora têm o que queriam,uma igreja cada vez mais vazia, e na instituição podem fazer o querem, sem nimguém a controlar.QUEM ficou a perder foi o povo.Mas como diz o povo.... paga-se tudo neste mundo, mais cedo ou mais tarde.... e eu espero estar cá para ver....

Related Posts with Thumbnails