domingo, 18 de julho de 2010

SOCIÓLOGO DE PENACOVA EXPLICA AS FESTAS DO CONCELHO

Convidámos o sociólogo Jorge Algeroz para vir aqui à Taberna explicar toda esta fenomenologia das festas de Penacova. Aqui não embarcamos em análises feitas à luz da partidarite, sempre susceptíveis de evidenciar tendências cuja subjectividade não dá margem de manobra à verdade.
Jorge Algeroz, natural do concelho, tem desenvolvido algumas teses que explicam esta desconfiança do penacovense face à "novidade" e a sua postura relativamente a eventos festivos.
"Bom, é por demais evidente que o cidadão de Penacova não está talhado para eventos que tenham a sua raiz num qualquer substrato que se prefigure elitista ou que o reduza a uma expressão subalterna, sobretudo quando comparado com o seu semelhante. Depois, a sua patogénica desconfiança relativamente ao poder político, sobretudo aquele que não perfilha, não lhe dá margem para participar nem tão pouco produzir uma análise lisa e clarividente, levando-o, umas vezes por incapacidade, outras por simples posicionamento antipodal - única forma de fazer frente a uma situação que não domina - a não participar ou a participar de forma extremamente crítica."
Interrompemos Jorge Algeroz para ele poder beber um tinto e respirar e, depois, continuou...
"Mas reparem, por muita novidade que o poder político apregoe nestes festejos, eles radicam na mesma receita que a maioria dos concelhos deste país adopta nos seus festejos, isto é, uma componente popular, onde o povo se identifica, seja pela natureza dos artistas, seja pelo apelo gastronómico e o lado sócio-político, onde os políticos se integram, tentando por um lado o habitual registo do auto-elogio, alicerçado numa espécie de fundamento doutrinal que muitas vezes eles não percebem e/ou dominam, por outro a assunção da sua condição popular, na medida da necessidade do seu nivelamento, por forma a esbater as habituais barreiras que decorrem do exercício do poder e dos escrutínio permanente a que estão sujeitos."
Depois destas tão evidentes e claras análises, perguntámos a Jorge Algeroz se já foi às festas de Penacova...
"Não. Não cortejo políticos e a cultura popular, sendo respeitável, não me é apetecível!..."

23 comentários:

incisivo disse...

Como letrados que são, ambos os taberneiros deveriam saber que, um dos melhores antídoto que existem para manter um povo optimista é a capacidade de afirmação dos seus governantes. Como nem um nem outro visitam as festas de Penacova, um porque não gosta de se misturar com o comum do cidadão, e outro porque está a muitos quilómetros daqui,optam por, ao longe, sugerir a ignorância de todos. Eles sim, deveriam procurar aconselhamento junto de um profissional que lhes atenuasse a azia.

Vasco Vinagre disse...

Caro Incisivo!
É sempre com enorme agrado que vemos tão ilustre e activo Penacovense na Taberna...
Olhe que não, olhe que não!
Não há crítica na análise do sociólogo Algeroz, há a tentativa de explicar um fenómeno.
Em matéria de conselhos, deixo-lhe um, muito simples: leia a declaração colocada no topo da coluna lateral d'O Homem das Tabernas. Está lá tudo!
E não se preocupe tanto com o Homem das Tabernas e seus taberneiros, que segundo afirma, tão bem conhece.
Não serão eles que farão o poder político instalado em Penacova ser mais ou menos competente e/ou capaz, seja do que for.
Uma pulga não se compara a um elefante...

Cumprimentos.

Anónimo disse...

Este incisivo é o serviçal do PS na blogosfera penacovense, está visto. O homem faz marcação serrada aos taberneiros. Das duas uma: ou os seus chefes andam tão preocupados que o mandam dizer estas baboseiras, ou então é só inveja...

Anónimo disse...

mas afinal, o que é que estas festas têm de tão extraordinario?

para alem dos espetáculos do festitradições (que já vêm de trás) o resto é alimentar os artistas pimba que vivem à custa destas festas saloias. Para isso já temos as festas de poiares e afins.

Anónimo disse...

Força taberneiros!

Não se deixem afectar por esta gentalha que vos tenta incomodar. Voces sabem como é que eles funcionam, basta observarem o chefe socrates.

Malhem neles e...em quem accharem que merece.

Vicente disse...

eu acho que os socialistas de Penacova estão a aprender depressa com o chefe Sócrates. e tal como ele são muito sensiveis ás criticas.
eu não li nenhuma critica na conversa do sociólogo e até li elogios no post anterior da gastronomia. mas pronto, cada um vê o que lhe apetece e o que mais lhe convém e aos da mesma cor.
siga o homem das tabernas. não se deixem calar com bocas e ameaças que eles querem é que ninguém pense de forma livre porque isso eles não são capazes pois são controlados pelos partidos a quem tem de prestar contas e serviço.
cumprimentos.

Anónimo disse...

para o terceiro anónimo: Marcação serrada?????

com uma serra manual ou eléctrica???

ai, ai. Deves ser daqueles que é contra o encerramento de escolas com 4 ou 5 alunos.

Anónimo disse...

para o 4º comentador: ó homem, força, vá então até poiares e afins.
há uns tempos devias dizer: um gajo quer ir a umas tasquinhas e tem que ir a poiares.

eheheheheheheh

Anónimo disse...

ó Vicente, não leste criticas na crónica porque és um analfabeto funcional.
não é só ler de cima para baixo. Há que interpretar tambem, ok?

incisivo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
incisivo disse...

Obrigado por tão pronta, mas de duvidosa eficácia, resposta. Mas reparem, como será possível ficar indiferente às vossas pretensas coincidências com a realidade, quando o vosso propósito é esconder-se por detrás dessas desculpabilizantes palavras para assim poderem vomitar constantes críticas a quem foi legitimamente eleito pelo povo que, curiosamente, nem frequentará esta vossa pretensa taberna. Além disso, e sabendo que vocês estão sempre contra tudo e contra todos, custa-me a acreditar que apesar de, um de vocês, já ter sido eleito como deputado municipal, tenha recusado assumir o cargo, só porque, estando em minoria, temia estar sempre a falar para o boneco.Compreendo que seja frustante ter sido eleito e não poder falar. Bem, sei que o estilo ditatorial encaixa muito melhor nessa milagrosa forma de fazer e ver a política.
Portanto, se têm espelhos em casa e a memória não vos atraiçoar, pensem antes de escrever algo que critique a forma democrática como os nossos representantes municipais foram eleitos. Em vez de andarem para aí a tentar escrever coisas engraçadas, dediquem-se à apanha do morango, porque aí poderão andar como melhor preferem.

Vicente disse...

Senhor Incisivo, não me lembro de ver aqui o senhor a defender os eleitos democraticamente, quando aqui o eng maurício era atacado...
estou a ver que o senhor tem uma memória muito interessante, mas é só para os do seu partido.
se você acha que os taberneiros tratam mal o ps e a cãmara actual, crie uma taberna ou um blog ou o que achar bem e que defenda o seu partido e com jeito ainda lhe arranjam um bom tacho na cãmara por leais serviços ao partido.
não venha para aqui criticar quem promove debate de ideias nesta terra.

Anónimo disse...

Pelos comentários do Incisivo, ele sabe a verdadeira identidade dos taberneiros. E parece que isso o preocupa e incomoda imenso.
Diga-a lá de uma vez, senão ninguém o leva a sério e você passará sempre por aldrabão.

Cumprimentos.

Anónimo disse...

Caro incisivo, podia dizer quem são os taberneiros?

Anónimo disse...

Caros taberneiros:
Não sei quem voces são nem me interessa, ainda que ache piada ao incomodo de alguns xuxalistas locais com as vossas "notícias", como é o caso deste avençado incisivo. Se eles se chateiam tanto é porque voces estão a tocar em algo que eles não gostam.

E olhem que eu se calhar até sei quem o homem é. se não acompanhem-me:
1- Defende os xuxalistas locais com unhas e dentes;
2- Tem tempo para escrever na blogosfera;
3- Tem muita inveja do sucesso do vosso blog, algo que ele gostaria de imitar mas não consegue.

Querem que vos faça um mapa?

Anónimo disse...

ó Xuxial Democrata diga lá quem é então...ou faça o mapa.

Anónimo disse...

É o Rato Mickey!!!

Carlos Silva disse...

É só anónimos corajosos em Penacova.
Sabem tudo de todos, mas na hora certa, dão todos à perna fugindo ou calam-se...

Montes de Cima City disse...

Excelente peça literária.

Parabéns!

Anónimo disse...

Um dos taberneiros é de SPDalva e já integrou listas do PSD para a junta.

Anónimo disse...

ui...ele e mais umas dezenas então.

Canino disse...

Quase de certeza que é um agente infiltrado dos TAP (http://tapjornal.blogspot.com/) e tenho a certeza que, caso venha a ser detido pelas autoridades, a troca pela liberdade, será feita em cima ponte, última da obras da emblemática gestão camarária de Maurício " O Grande".

Anónimo disse...

hummmm, não me acredito.

Related Posts with Thumbnails