sábado, 5 de março de 2011

MINI-HÍDRICA É BOA PARA PENACOVA E PARA O PAÍS - EXPLICAÇÃO

O Homem das Tabernas, uma instituição reconhecidamente imparcial e insuspeita, sabe que existe um grupo de membros do PS-Penacova, que contudo pede anonimato - esse subterfúgio tão corajoso feito "regra" muito praticada nesta terra, onde todos têm opinião desde que emitida de forma anónima - defende a construção da polémica mini-hídrica do Caneiro.
É gente, basicamente, com uma visão da utilidade da dita ao nível da utilidade de uma cómoda  cheia de pijamas numa cozinha e de pensamento tão sólido e estruturado como um dos "livros" da "Livraria do Mondego" terá nas suas páginas.
Todos eles se encaixam, simultâneamente, num perfil de dignos iluminados pela retórica da "escola" do ex-ministro da propaganda Iraquiana, no tempo de Sadam. Tudo controlado e dominado como se via por trás da sua sombra...
Estes cavalheiros, respeitáveis, defendem o domínio absoluto do homem socialista, tipificado no líder Sócrates, como sendo o centro do mundo e regedor de todas as coisas terrenas e não terrenas, ordenador da natureza e provedor do bem-estar energético dos portugueses e terráqueos em geral.
Todos eles, juntos, assentam também no perfil de uma "antiga" seita davídica, alicerçada num novo Messias de nome David Koresh, que morreu por nós, aqui há uns anos, auto-imolado num rancho em Waco - Texas, assim prostrada como a "Nova Jerusalém" do mundo.
A mini-hídrica, segundo as suas cabeças opinantes, será uma espécie de Auto-Europa mas sem carros e sem empregos, proporcionando, indirectamente, entretenimento para os desempregados que o governo socialista tanto faz questão de fomentar, através do fornecimento de um "Kit-Desempregado", que consta de uma cana de pesca, isco e uma almofada para alívio do rabo sobre as pedras para quando pescarem nas suas margens. Para quem não gostar de pesca, um  "Kit Desesperado", constante de um comprimido alucinogéneo para tomarem e se lançarem do paredão julgando poderem voar, resolvendo, de vez, o seu problema de desemprego.
Em suma, gente de confiança e com visão segura e prática do futuro e das coisas, em que a natureza existe, sim senhor, mas para ser dominada e, vá lá, nos intervalos desse domínio, servir de meio de promoção da qualidade e esmero ambiental da governação, sob a capa sempre tão abrangente das "energias limpas"!.
Não se percebe, face a isto, como foi possível só agora terem chegado ao poder em Penacova e, no país, as coisas estarem como estão.
É, legitimamente, culpa do povo que, para eles é, digamos, ESTÚPIDO!

7 comentários:

Jorge Neves disse...

Sem duvida que os culpados somos nós todos, principalmente os que se acobardam e não vão votar e os que deram a segunda oportunidade a Sócrates de continuar afundar Portugal.

Anónimo disse...

O senhor António Luís no seu melhor.
Tudo para ele é mau e todos são burros e ele o esperto, já cansa

Batman disse...

O problema da mini-hídrica, vai para além de Penacova, se a solução para o vosso problema vem de Lisboa, aqui o dilema ainda é maior. Pelo andar da carruagem ou o Dr Pedro Passos Coelho chega rapidamente ao poder, ou cai primeiro do que Sócrates... ironia do destino...

António Luís disse...

- Jorge Neve: pois claro! felizmente que não fui um deles. Não carrego esse peso.
- Anónimo das 11:47:
Obrigado pelos elogios. É sempre bom recebê-los.
- Batman: Pois, o destino tem muita ironia ou o contrário também. Lisboa nunca resolve, Lisboa só complica.
Por aí, devemos (continuar a) ter medo!

Jorge Neves disse...

Nem eu votei nele, aliás nunca votei PS.

Anónimo disse...

penacova!... porque não apostar nas energias renovaveis! nos solares termicos e fotovoltaicos... e ate na eolica domestica, imformem-se! Penacova tem empresa(s) credenciada(s) para tal!!!! O municipio DEVE divulgar e icentivar estas novidades!!!

FMSantos disse...

De facto só um louco ou sem visão estratégica futura pode pensar que a mini-hidrica trará alguma mais-valia ao concelho...
Mas, há gente para tudo...

Related Posts with Thumbnails