quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

CARTA DE UM TABERNEIRO A CAVACO SILVA

O Senhor Presidente e Candidato a Presidente Cavaco Silva esteve na zona de Coimbra, mas não veio a Penacova nem, como estava previsto, à nossa Taberna. Por isso, depois do nosso estabelecimento ficar deserto, com a Marlene à minha espera para lhe dar boleia
      não coberta de ketchup mas de uma beleza ofuscante
sentada num pequeno sofá de veludo preto que lhes oferecemos (às meninas) por via do descanso das suas pernas
      com o meu casamento a tremer como gelatina
decidi escrever a Cavaco Silva, sendo que, de seguida, me disponho a partilhar com os nossos clientes, o teor da missiva.

«Exmº Sr. Professor Cavaco Silva
!

Votei em V. Exª há cinco anos, convencido que estava da sua utilidade para contrabalançar o previsível aventureirismo competente do Engº      
diz ele que o é    
José Sócrates. Estava bem à vista a dimensão analítica e até político-cultural entre vós, em claro benefício de V. Exª, para quem tivesse dúvidas. É V. Exª, seguramente, muito mais iluminado e consequente e de visão mais lúcida e não dada a delírios.
Portanto, depositei em si a minha confiança face ao que o tempo, infelizmente, veio a provar em exponencial progressão, relativamente ao Engº Sócrates.
Contudo, volvidos estes cinco anos, a desilusão estabeleceu-se. Ao invés de ajudar o país a sobreviver à imensa incompetência do Primeiro-Ministro, ajudou-o a ele, a coberto de cooperações estratégicas  - que apenas V. Exª entenderá - a seguir o seu caminho no sentido de naufragar a nação através da sua patética visão do país e do mundo, em que qualquer deles se projecta no seu umbigo grisalho de 6º mais elegante. Ou seja, V. Exª ajudou, isso sim, o Primeiro Ministro a sobreviver ao país!
Pronto, bem sei que os seus poderes estão devidamente castrados por um medo ancestral em homens providenciais e com poderes "em excesso" mas - a pergunta impõem-se - e não é perigoso termos o país governado por um homem inculto, vaidoso e aventureiro?
E o que fez, efectivamente, V. Exª para o evitar? Comunicados? Comunicações estéreis ao país a banhos? Remeter-se a silêncios? 
Ora, senhor professor!...
A nação, por norma, confia no seu presidente e espera dele não tacticismo político de manual, mas posições claras, sem subterfúgios semânticos, sem redes metafóricas ou subtilezas de acção, arrastadas em roteiros de tudo e coisa nenhuma e em mensagens encriptadas, em que o povo - perdoe-me a expressão - defeca de alto e cujo entendimento funciona (quando funciona) num restrito círculo de interesses há muito estabelecidos.
Não lhe tomo mais tempo. 
Certamente, V. Exª será re-eleito! 
Gostava tanto de me arrepender de, desta vez, não o apoiar!...

Com os melhores cumprimentos. 
António Luís
(Taberneiro)»

5 comentários:

Rosado disse...

O Sr. A Luís está a ver as coisas ao contrário. O nosso Primeiro-ministro (tão injustamente vilipendiado e tratado na comunicação social) é que não fez tudo o que podia porque foi armadilhado por cavaco silva.

Se o deixassem trabalhar este país estava bem diferente.

Anónimo disse...

Votem Coelho.

exaltado disse...

haja paciencia, este rosado está cada vez mais xéxé calem-lhe a boca que ele só diz asneiras. ele será cego?

Anónimo disse...

É o brilho do orvalho, que tanto embeleza as rosas,ofuscando o olhar e não deixando que se vajem os espinhos....

Com conta, peso e medida... disse...

Caro António, permita-me que assine por baixo!

Quando penso em Cavaco a palavra que me surge é...opacidade..e isso é tudo o que nunca precisámos, não precisamos nem precisaremos no nosso país.

Mas diga-se que as alternativas são igualmente fraquinhas fraquinhas..quando os ouvimos falar apetece é soltar um valente bocejo!

Se eles saíssem das suas redomas e tentassem por um pouco de sinceridade, transparência e verdade nos seus discuros e nas suas acções, certamente que conquistariam o respeito e a admiração de muitos mais eleitores.

Related Posts with Thumbnails